Follow me:

O branding traz liberdade para a marca Beeton

A Beeton tem uma longa história no segmento calçadista brasileiro. Entre trilhas de altos e baixos, a marca sempre acreditou que havia algo a alçançar lá na frente. Especialista em produtos com design aventureiro, o momento da empresa exigia que ela alinhasse direções e fizesse escolhas a respeito de qual desafio iria encarar para subir rumo aos seus objetivos.

 

Definir o seu negócio; trivial, mas não simples

 

O negócio define o principal benefício trazido pela marca. A armadilha está em definir o produto como negócio. No caso da Beeton, evitamos esse risco. Seguindo pela trilha certa, o negócio da marca foi definido como Libertação e Experiência. 

 

 

O propósito fornece o motivo para seguir

 

A Beeton não poderia ir em frente se não definisse seu propósito. Mais que apenas propôr aventuras em destinos naturais, a marca acredita que cada um tem seus próprios desejos, rumos e descobertas a fazer. Assim, o propósito apontou neste sentido, colocando a marca como uma companheira nessa busca. Desbravar trilhas em direção a sua natureza interior. Uma razão forte que nos move.

 

 

O posicionamento da marca faz um convite

 

A marca que acredita em liberdade não pode aceitar que pessoas fiquem “aprisionadas” em suas rotinas (ou naquelas que foram definidas pelos outros). Muito menos, na imposição de tendências simplesmente porque todo mundo está usando ou deve usar. O posicionamento da marca resumiu esse conceito e definimos a manchete da marca como Beeton. Exercite sua liberdade. Sugerimos também uma série de planos a serem executados para construir valor no mercado e juntos às pessoas.

 

A identidade visual deve superar o mesmos desafios

 

O Estúdio Gilnei Silva partiu destes orientadores e teve como desafio conciliar atributos que poderiam ser anular uns aos outros. Era preciso sempre lembrar a ideia de que a liberdade não é apenas um discurso, mas uma prática de marca que precisa se refletir em cada detalhe. E no design não é diferente.

 

Desafio: unir conceitos opostos na mesma marca

 

Houve um cuidado especial no desenvolvimento do letreiro da marca, pois era preciso contemplar dois conceitos opostos visualmente: a segurança e a rusticidade versus o conforto. Para o primeiro, buscamos formas mais duras, que passam solidez. Já o conforto ganhou presença através do uso de formas mais arredondadas. O resultado? Um letreiro que exibe resistência por fora e conforto por dentro; exatamente o modo de ser dos produtos Beeton. Um modo que é divulgado e entendido em todos os momentos e contextos em que a marca for visualizada.

 

 

 

 

 

O branding existe para levar seu negócio além.

Além do comum, trivial e de onde outros já estão.

Entre em contato, descubra como podemos ajudar sua marca.

 

 

Previous Post Next Post

You may also like

No Comments

Leave a Reply