Follow me:

Porque sua empresa NÃO precisa de branding! (parte 2)

Existem muitos motivos para não acreditar em branding. Independente de qual deles escolher, poderá salvar o dinheiro que iria gastar na marca, para investir em novas máquinas, na arquitetura de lojas, em um novo vídeo institucional ou naquele software que irá revolucionar a área de vendas. Tudo isso pode mudar a empresa e os resultados. Além disso, manterá as crenças que basta aumentar a capacidade produtiva, ter canais de venda ajeitados, mostrar seu histórico e dar uma paulada na área de vendas para que o negócio decole de novo. Afinal, funcionou sempre assim.

Sua empresa NÃO precisa de branding se ela:

• Acredita que basta só viver do passado glorioso (diferente do que acreditou a Ortopé)

• Pensa que as pessoas só escolhem pelo preço (oposto do que pensou a Frontec)

• Considera que marca não é importante no seu segmento (contrário ao que considerou a Meber)

• Acha que boa qualidade resolve tudo (muito aquém do que achou a Ibasa)

• Tem certeza que marca é coisa só de empresa grande (antítese da maneira que começou a nova marca Rezpir)

 

Marcas são formadas na mente das pessoas

 

E o que você deseja que as pesssoas pensem da sua empresa, produto e serviço? A marca sintetiza essa coleção de experiências e percepções que cada indíviduo tem com seu negócio. Desconsiderar a importância disto é uma escolha, cujas consequências serão certamente sentidas quando as soluções triviais cansarem. Aí só restará torcer para que seus concorrentes permaneçam congelados nas mesmas antigas crenças também.

Leia aqui também Porque sua empresa NÃO precisa de branding –  parte 1.

 

Previous Post Next Post

You may also like

No Comments

Leave a Reply