Follow me:

O que você vai fazer quando tudo começar?

Toda entrada de um novo ano desperta quase uma ideia mágica. A troca de dia em uma folha de calendário faz com que uma nova porta se abra com outras possibilidades antes desconhecidas. Alguns desdenham essa visão, coisa de humanos sonhadores que depositam em um dia comum o poder de mudar as coisas. Outros usam como impulso para fazer planos ousados, traçar metas que antes pareciam inalcançáveis. E você, o que fará quando 2016 começar?

Dizem que certa vez Salvador Dalí falou: “Toda manhã, quando acordo, vivencio um supremo prazer: o de ser Salvador Dalí! E pergunto a mim mesmo, maravilhado, que coisas prodigiosas ele vai fazer hoje, esse Salvador Dalí?” A grande mágica da vida, apesar da ilusão da racionalidade, é que somos guiados fundamentalmente pelo inconsciente. Como concluiu Leonard Mlodinow, ele cria imagens positivas que nos permitem sobreviver e muitas vezes vencer. A evolução não projetou o cérebro para entender a si mesmo com precisão, mas para nos ajudar a ir em frente.

Em uma pesquisa de 1988, 2 psicólogos encontraram várias evidências de como criamos visões positivas, errôneas muitas vezes. Entre elas, imaginamos que o futuro será muito melhor que o presente, mesmo que todas as evidências nos mostrem o contrário. Assim, mesmo em cenários ruins e sombrios, procuramos as luzes, mesmo pequenos flashes de esperança para construir uma imagem motivadora para avançar.

Segundo o psicólogo Jonathan Haidt há 2 maneiras de chegar à verdade. O jeito cientista ou o jeito advogado. O primeiro reúne evidências, busca regularidades, forma teorias, verifica e conclui. O segundo conclui o que quer convencer os outros, depois busca evidências que apoie e desacredita as evidências em desacordo. Como humanos, nossos cérebros são bons cientistas, mas são advogados absolutamente fantásticos. A isso se chama raciocínio motivado, um verdadeiro antídoto para a infelicidade. E um propulsor para reforçamos as nossas ideias de mundo e perseguirmos os nossos objetivos.

Então, quando cair a folha de calendário do ano que acaba e o dia despertar em 01 de janeiro, pergunte a si mesmo, maravilhado, que coisas prodigiosas vai fazer hoje, esse eu que sou?

PS: Um 2016 cheio de fantasias positivas e concretizações inimagináveis para todos que ousam tentar!

Previous Post Next Post

You may also like

No Comments

Leave a Reply