Follow me:

Branding para a nova marca Ryzí

Novas marcas precisam começar com muita energia e identidade. Sobretudo se estiverem em um mercado extremamente competitivo. A Ryzí, marca de bolsas e acessórios, entendeu isso muito antes de nascer. Nós executamos uma projeto de Branding nos meses de pré-lançamento para organizar todos os passos seguintes que deveriam ser dados. Mas uma pergunta estava sempre em pauta, o mundo precisa de mais uma marca de moda?

 

Sim, a moda precisa de marcas que devolvam honestidade ao jogo.

 

O propósito de marca foi crítico para esta escolha. De forma direta, ele trouxe essa mensagem, ajudando a orientar inclusive definições de produto, distribuição e comunicação presentes na curva de valor do negócio. A partir daí, construímos o lado lúdico da marca, através de sua identidade conceitual. Com ela, desenvolvemos o Naming: Ryzí significa puro na língua turca. Totalmente ligado com os conceitos expressos em seus orientadores. A identidade visual foi desenvolvida pelo estúdio Gilnei Silva, com alinhamento total ao Branding. Para assinar a marca, a manchete procurou trazer uma ideia de minimalismo aonde o produto fala por si só. Originalidade para começar em um mercado desafiador.

 

 

 

 

 

Manifesto da Marca

 

Vestir ou não vestir, eis a questão.
Um dia, a resposta foi simples.
O espelho nos apresentava à marca.
Se agradava, iniciava ali uma relação bem próxima, um negócio de pele mesmo.
A sua pele.
Sobre ela, tecido, couro, linha, formas e cores acompanhava você vida afora. Um pouco da sua autoexpressão, um jeito de se definir um pouco, neste mundo pra lá de indefinido.
A marca sempre estava lá.
Fisicamente, só uma pequena etiqueta, mas que valia por todo um porto seguro. Você já a conhecia. Ela estava costurada também à sua memória, aliás, felizes memórias.
O tempo trouxe um estranho fenômeno. As etiquetas aumentaram até encobrir suas roupas e acessórios.
Marcas ficaram convencidas, presunçosas, vazias. Se acharam tão boas que deixaram em segundo plano os tecidos, linhas, couros e a verdade.
Ninguém gosta de vestir decepção. Elas não conversam conosco. Não dizem nada que queremos ouvir. Ou dizer.
A vontade do novo chegou. E somos nós.
Não somos uma marca nova. Somos o próprio novo. Outra atitude, outra maneira de ver as pessoas. Queremos retomar aquela relação de pele. E aprofundá-la até à mente.
É tempo de ser.
Sabemos que só o que é legítimo permanece. Criamos acessórios que trazem de volta uma relação mais honesta, onde a beleza gosta de andar de mãos com a verdade.
E os dois fazem grandes viagens.
Qualidade deve existir não como uma palavra cansada. Mas algo que se sente com mãos, olhos e coração em uma loja. Deve gerar a felicidade de uma relação próxima, que perdura por razões que nos emocionam.
Pessoas querem uma marca que acredita no que é belo, mas sem abrir mão da qualidade real. O que é mais puro, e que por isso se destaca na multidão das vitrines.
Uma marca que faz cada um transparecer naturalmente o que é.
E que diz tudo aquilo que vale de verdade. Coisas como honestidade, paixão, beleza e confiança.

 

 

 

Pensando em começar uma marca?

É fundamental iniciar pensando em pontos críticos do negócio.

Fale conosco e conheça nossos produtos.

Previous Post Next Post

You may also like

No Comments

Leave a Reply