Follow me:

As mudanças no direcionamento do marketing

O marketing é composto de uma visão dupla. Hoje e amanhã. Gerar tráfego e vendas. Mas também construir e solidificar força de marca. A inteligência reside em saber encontrar o balanço entre os 2. A tentação imediata está em jogar um peso maior (ou todo peso) para o lado do curto prazo. Afinal, nada mais sedutor do que ver o dinheiro entrando no caixa hoje. Imagina, esperar resultados de longo prazo. Sabe lá se eles virão algum dia. Assim, a balança do marketing pendeu fortemente para um lado. A vida resumida a janelas de dias, semanas ou no máximo meses. Cada centavo investido medido com o retorno respectivo no faturamento. No entanto, um movimento interessante começou a acontecer. Marcas suspenderam ou reduziram substancialmente a fatia de investimento em ativação comercial e nada mudou nas suas vendas. Adidas e Airbnb são 2 exemplos.

 

Sua marca prefere depender da venda do almoço para jantar ou gostaria de ser convidada para refeições todos os dias?

 

O marketing de ativação comercial é sedutor como falamos, porém ele envolve um ciclo contínuo de energia, dispêndios e ações para você não cair da bicicleta se ela parar. Agora algumas marcas descobriram que se você construir uma marca forte, o fluxo de pessoas procurando você não irá cair se a empresa diminui (ou para) com comunicação racional para trazer gente a comprar. Isso mesmo, elas param de vender o almoço para comprar o jantar. E não passam fome. Porque são procuradas e convidadas para as refeições. A Adidas não deixou de ser buscada porque seus clientes não viram um anúncio prometendo aquele tênis por 10% de desconto. O Airbnb não deixou de reservar residências porque viajantes não receberam aquele post mostrando uma casa no local procurado durante uma visita aleatória a algum site. Quando você constrói marca forte através de branding (um dos investimentos com foco de longo prazo do orçamento) você cria para seu negócio um fluxo constante de pessoas interessadas naquilo que você vende.

Para saber mais sobre esse debate, inclusive com pontos de vista diferentes, segue esse link:

https://www.adweek.com/performance-marketing/is-airbnb-making-a-mistake-by-cutting-performance-marketing-dollars-now/

Previous Post Next Post

Você pode gostar também

No Comments

Leave a Reply